Linetura

Lineatura


Vamos encontrar literaturas que chamam essa uniam de retícula híbrida (híbrido é a mistura de dois ou mais processos ou tecnologias). Dessa forma dependendo da programação do RIP determinadas áreas serão com estocástica de determinado tamanho, determinadas áreas com convencional, áreas com a mistura das duas e assim conforme programado e da necessidade da imagem.
 

Estocástica de 3° geração (Híbrida)
 

1° geração 2° geração 3° geração

Características das Estocásticas

Como principais características das retículas estocásticas temos:

 

- Distribuição aleatória (sem grades), o que diretamente faz com que esse tipo de retícula não precise de ângulo diferente para cada cor, ou seja, não possui ângulo para nenhuma cor, o que também favorece a eliminação dos indesejados efeitos moir� (moar�) que surgem quando são utilizados ângulos incorretos nas retículas convencionais ou ainda com imagens como tecidos.

- Resolução (tamanho dos pontos) podem (devem) ser alterados de acordo com o sistema de impressão ou o tipo de substrato (plásticos, jornal, cartão etc)

- Seu ganho de pontos é maior do que o das retículas convencionais, devendo ser feita a curva de compensação adequada

 

- Economia de tinta nos processos de impressão (em alguns casos até 20%)
 

- Se bem usada propicia impressos com maiores detalhes de imagens, favorecendo também o aumento da gama de cores (gammut)

- Sensação de fora de registro menor, percebe-se menos o fora de registro (indicado para impressoras mais antigas que possuem problemas de registro), lembrando que deve-se utilizar a resolução (tamanho em mácrons dos pontos) adequada ao sistema e substrato

- Possibilita a impressão de mais cores sobrepostas sem problema com moir�, como o Hi-fi color (7 cores) ou hexacromia (6 cores).

-É extremamente aconselhável o uso de CTP para a obtenção das matrizes de impressão (para não ocorrer perda de pontos na cópia com fotolitos)

A lineatura é a forma pela qual é denominada a quantidade de pontos de retícula que o fotolito ou a chapa apresenta em 1 centímetro ou polegada linear, ou seja, lineatura é a quantidade de pontos por cm ou polinear.
Quanto maior a lineatura menores serão os pontos de retícula (pois tem que caber mais pontos no mesmo espaço, 1 cm linear), e quanto maior a lineatura maior será a resolução da imagem impressa (desde que adequada ao tipo de papel, ao tipo de tinta e ao processo de impressão).

Outra questão muito importante que se deve saber, é que quanto maior for a lineatura maior será o ganho de impressão, então o setor de pré-impressão deve saber que se exagerar na lineatura, o impressor terá muita dificuldade em conseguir reproduzir, principalmente quando o impressor trabalha com papéis ou tintas de qualidade inferior, ou equipamentos mais antigos.

Para o fechamento do arquivo, na hora da escolha da lineatura, deve levar em conta, então, o papel que será usado (mais liso ou mais áspero) para escolher a lineatura mais adequada. Para substratos mais lisos / menos porosos, pode-se utilizar maior lineatura (ex. papel couchê - 60 lpc, 80 lpc ...), para papéis mais ásperos / menos porosos a lineatura deverá ser menor (ex. papel jornal - 45 lpc, 50 lpc ...).

Isso se deve pelo fato de que, quanto maior a lineatura menores serão os pontos de retícula, então se a lineatura for muito alta, os pontos das áreas de mínima (3, 5, 7%) não conseguirão ficar na superfície do papel se ele for muito áspero/poroso, pois os poros serão maior que o tamanho desses pontos de mínima. Nesse caso o impresso ficará com aspecto de lavado, e o impressor tentará compensar aumentando a carga de tinta, o que pode gerar problemas de impressão.

Em alguns casos, quando a pré-impressão tem que trabalhar com mais de 4 cores, sendo que essas cores serão sobrepostas, e tem que utilizar retícula convencional (não estocástica), alguns trabalhos cujas 4 cores principais (CMYK) são feitas com uma lineatura (ex. 60 lpc) e as outras cores especiais com lineatura diferente (ex. 70 lpc) ajudam a evitar o moir�. 

Vale lembrar também que quanto maior a lineatura, maior será o tempo de ripagem, o que gera maior custo de processamento (hora máquina/ RIP).

Outro cuidado importante quando se trabalha com maiores lineaturas e se utiliza fotolito, é no controle do vácuo e do tempo de exposição na prensa de cópia, pois como os pontos serão menores a medida que se aumenta a lineatura, mais fácil de ocorrer perda dos pontos de mínima na cópia.

E só para reforçar vale lembrar que, para se utilizar maiores lineaturas, mais liso tem que ser o papel, melhor tem que ser a tinta de impressão e a impressora tem que estar em boas condições / ajustada.

Outro ponto importante que pode ajudar na utilização de maiores lineaturas, é a utilização de UCR (under color removal) ou GCR (gray component removal) pois reduz o ganho de pontos das tintas coloridas principalmente nas áreas de máxima (pontos mais críticos com maiores lineaturas).

Quando falamos em retícula estocástica, não utilizamos a terminologia lineatura, e sim resolução (tamanho dos pontos em mácrons).